COMODORO

Policia Civil de Comodoro encontra corpo às margens da BR 174

Publicados

em

No dia 22 de janeiro de 2021 a Polícia Civil de Comodoro localizou um corpo às margens da Br 174, próximo ao antigo Posto 12 de Outubro. O local é conhecido por ter um intenso trafego de veículos pesados.

O corpo estava às margens da BR, com visíveis lesões e aparentando ter sofrido um atropelamento. Já no local, a Polícia Civil acionou a Polícia Rodoviária Federal que se fez presente, fazendo a contenção da via.

Logo após, iniciaram-se os trabalhos de investigação, sendo realizado o levantamento de informações preliminares de que a vítima havia passado pelo posto 01 da PRF no período noturno e se identificado como “Paulo Ribeiro”, andarilho que se deslocava da cidade de Porto Velho/RO com sentido à Rondonópolis/MT.

Após os trabalhos periciais a equipe de investigação não poupou esforços em buscar a identificação do corpo, tendo êxito graças a integração de informações que as forças de segurança vêm desempenhando.

Dessa forma, foi possível confirmar que se tratava de: Paulo Ribeiro da Silva, de 39 anos de idade, morador de Porto Velho. Com base nessas informações a Polícia Civil foi a procura de familiares para informar o fato. Tendo êxito em localizar sua irmã, também moradora da cidade de Porto Velho.

A Polícia Civil continuará com as investigações com o designo de elucidar os fatos que levaram a vítima a óbito. A Polícia ressalta a importância desse tipo de investigação, tendo em vista, o caráter humano, buscando evitar que em casos como este a vítima seja sepultada como indigente.

Nesse sentido, procurando sempre o conforto dos familiares que merecem saber a veracidade dos fatos.

Ressalta-se ainda, que a integração de informações por parte das forças de segurança, acrescenta na efetividade em busca de respostas para sociedade.

Fonte: Jornal O Diário Online

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Coronavírus: Prefeitura de Pontes e Lacerda publica novo decreto com restrições temporárias ao comércio
Propaganda

CIDADES

PONTES E LACERDA: Grupo movimentou R$ 100 milhões com venda de ouro; pai usou contas da filha de 9 anos; fotos e vídeos

Publicados

em

O grupo alvo da operação Ouro Sujo, deflagrada nesta terça-feira (2), nas cidades de Pontes e Lacerda e Vila Bela de Santíssima Trindade, movimentou cerca de R$ 100 milhões em menos de cinco anos. Em um dos casos, o investigado utilizou as contas bancárias de sua filha de nove anos de idade, para movimentar quase R$ 10 milhões em dois anos.

A ação da Polícia Federal visa arrecadar provas para aprofundar a investigação e apreender o patrimônio adquirido por meio do crime. A Justiça Federal também determinou o sequestro de imóveis e veículos, bloqueio de contas bancárias e até a suspensão das atividades de uma empresa que estaria atuando como se fosse uma instituição financeira clandestina em Pontes e Lacerda.

Foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão e três de prisão temporária expedidos pela 5ª Vara Federal de Cuiabá.

O nome Operação Ouro Sujo é referência a clandestinidade da extração e comercialização do ouro.


A PF também deflagrou a operação Papagaio de Ouro, em que cerca de sessenta policiais cumprem 13 mandados de busca e apreensão e um de prisão temporária, em Cuiabá e nos municípios de Várzea Grande, Pontes e Lacerda e Peixoto de Azevedo. Os mandados foram expedidos pela 2ª Vara Federal de Cáceres.

Essa investigação é desdobramento da Operação Papagaio de Ouro que foi deflagrada em 2020 e prendeu os responsáveis por um garimpo clandestino em Nova Lacerda.  Há suspeitas que tenham extraído e comercializado mais de uma tonelada de ouro de forma ilícita.

A terceira fase mira os responsáveis por adquirir ilegalmente o minério extraído desse garimpo. As investigações principiadas pela Polícia Federal apontam que o ouro ilegal seria “esquentado” através da mistura com o de procedência legal, dificultando o rastreio de sua origem.

Operação Papagaio de Ouro faz referência ao Córrego do Papagaio, local onde a investigação teve início, em que a Polícia Federal recebeu uma denúncia de que a área estava sendo poluída com os rejeitos de um garimpo ilegal.

Veja vídeos:

Leia Também:  Motorista de Pontes e Lacerda perde o controle de caminhão e capota por várias vezes próximo a entrada de Cáceres

 

 

 

Fonte: Olhar Direto

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA