• Ultranacional a Amarelinha

ECONOMIA

Auxílio emergencial: prazo para contestar o benefício negado acaba nesta quinta

Primeiro lote que passou por reanálise, 236 mil foram incluídos como beneficiários

Publicados

em

Reprodução

Por IG Economia 

O prazo para contestação do auxílio emergencial negado pela Caixa termina nesta quinta-feira (22). O grupo passará por uma reanálise dos critérios para recebimento da nova rodada do benefício parte do Dataprev.

O governo não informou o número de pessoas que tiveram o pagamento do auxílio emergencial recusado. O Ministério da Cidadania só afirmou que o primeiro lote que passou pela reanálise resultou em mais de 236 mil pessoas incluídas na lista de beneficiários. 

Já para os beneficiários do programa Bolsa Família que não foram considerados elegíveis para receber o auxílio, o prazo para contestação vai até o dia 1º de maio.

Como contestar

o beneficiário deve entrar no  Portal de Consultas , inserir o dados de: nome completo, nome da mãe, CPF e data de nascimento. Após consulta do seu requerimento, caso possa contestar, aparecerá na tela o botão “ Solicitar Contestação ”. 

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Filho de empresário é resgatado após ser sequestrado ao chegar em casa em Tangará
Propaganda

ECONOMIA

Por falta de chuva, produtores estimam perdas de até 50% nas lavouras de milho em MT

Perda é maior nas lavouras plantadas com atraso.

Publicados

em

Safra de milho: tempo ruim prejudica produtividade no estado. - Reprodução

Por Bruno Bortolozo, TV Centro América

Os produtores de milho estão preocupados com a safra desde ano no estado devido à falta de chuva. A produtividade está em queda e, em algumas regiões, as perdas podem chegar a 50%.

De acordo com o presidente do Sindicato Rural de Sorriso, a perda é maior nas lavouras plantadas com atraso.

“Em Sorriso, Vera, Nova Ubiratã, Ipiranga do Norte, temos notado que as lavouras que foram plantadas cedo dentro janela idela, que é até fevereiro, estão bonitas e já na fase final de enchimento de grãos, com o milho bonito, normal. Agora as lavouras que estão atrasadas, estão tendo problemas. Calculamos perdas de até 50% nessas lavouras”, avaliou.

promoção indique 5 amigos

Segundo o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea), neste safra, a produtividade do milho, no geral, deve diminuir quase 7% em comparação com a safra passada.

No médio norte do estado, a estimativa é ainda maior. Nessa região, a perda deve ser de quase 8%.

Em média, pouco mais de 45% das áreas de milho do estado foram cultivadas fora do período recomendado.

Os plantios atrasados foram feitos a partir do dia 1° de março, justamente, porque a falta de chuva atrasou o plantio da soja, e o excesso dela atrapalhou a colheita da oleoginosa. Com isso, a safra de milho, que vem logo na sequência, foi afetada.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Fiat Toro e motocicleta são recuperados em Várzea Grande e Mirassol D´Oeste
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA