PONTES E LACERDA

Policiais civis prendem em flagrante rapaz que cometeu tentativa de homicídio em Comodoro

A vítima, de 39 anos, foi ferida com arma branca e teve perfurações nas costas e na cabeça

Publicados

em

A Polícia Civil de Pontes e Lacerda prendeu em flagrante nesta sexta-feira (27.11) um homem suspeito por uma tentativa de homicídio ocorrida na noite anterior, em Comodoro.

De acordo com a delegada Bruna Caroline Laet, além do flagrante, foi cumprido  também um mandado de prisão que constava em aberto em desfavor do suspeito pelo crime de roubo.

No início da madrugada de quinta-feira, a Polícia foi acionada no bairro Cidade Verde, em Comodoro, para atendimento a uma vítima que foi encontrada caída na rua com uma lesão provocada por arma branca.

A ambulância do município fez o primeiro atendimento à vítima, um homem de 39 anos, e o encaminhou ao Hospital de Clínicas de Comodoro. Ele teve duas perfurações nas costas e na cabeça.

O suspeito, de 22 anos, foi depois localizado pela equipe da Polícia Civil em Pontes e Lacerda e encaminhado à delegacia para os procedimentos de praxe. Depois ele será enviao a uma unidade prisional da região. Ele tem outro registros criminais.

Assessoria/Polícia Civil-MT

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Ministro da Saúde garante início da vacinação contra covid em janeiro
Propaganda

CIDADES

Servidor e amigo têm números incluídos em anúncio de atores pornô

Publicados

em

Servidor público e um amigo, ambos de 41 anos, registraram boletim de ocorrência para denunciar que seus números de telefones foram incluídos em um anúncio de seleção de atores de filmes pornográficos. O caso foi registrado em Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá), na última quarta-feira (13).

O anúncio circulou nas redes sociais durante essa semana. A imagem informava sobre uma seletiva para atores pornôs no município, seguido de vários pré-requisitos. Por exemplo, quem se interessasse pela vaga não poderia ter vergonha, ter disponibilidade para viagens internacionais, pênis acima de 13 centímetros e não ter nojo de vagina.

A inscrição seria no valor de R$ 15 e o cachê de R$ 1,6 mil por filme. Para contato, foi acrescentado o número das vítimas.

No boletim de ocorrência, os dois relataram que passaram a receber muitas mensagens, prejudicando o trabalho e a vida particular deles. 

Eles possuíam os números há 3 anos e usavam para assuntos comerciais. Os amigos desconhecem o autor do anúncio.

O caso foi registrado como preservação de direito. A Polícia Civil investiga o caso.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Aeronave trará da Índia 2 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 ao Brasil
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA