MATO GROSSO

Menina de 8 anos é estuprada por padrasto e parentes em MT enquanto mãe usa drogas

A vítima relatou, em depoimento especial, que a mãe e padrasto faziam o uso de bebidas alcoólicas e drogas e dentro da casa, os moradores amordaçavam a menina e cometiam os estupros de forma sequencial.

Publicados

em

Uma menina de 8 anos revelou à madrasta, em Vila Rica (1.259 km a nordeste de Cuiabá), que era amordaçada e estuprada pelo padrasto, o cunhado e o sogro da irmã dela.

O caso foi denunciado à Polícia Civil que prendeu os três pedófilos. Ainda não há informações sobre prisão da mãe da menina.

A vítima relatou, em depoimento especial, que a mãe e padrasto faziam o uso de bebidas alcoólicas e drogas e dentro da casa, os moradores amordaçavam a menina e cometiam os estupros de forma sequencial.

Ainda segundo a vítima, ela também foi estuprada por frequentadores da casa da mãe quando elas moravam no Pará.

O caso veio à tona quando a menina foi morar com o pai biológico em Vila Rica e revelou os crimes à madrasta. Antes disso ela estava morando com a mãe, o padrasto, a irmã e o marido da irmã.

Polícia Civil representou pelos pedidos de prisões dos suspeitos, que foram deferidas pelo juiz local. Após expedição dos mandados, os investigadores de Vila Rica efetuaram a prisão de dois dos envolvidos, o cunhado da vítima e o sogro da irmã da vítima, no dia 9 de novembro.

Já o padrasto da criança foi preso pelos policiais civis ao se apresentar na delegacia de Vila Rica, para ser ouvido, nesta quarta-feira (18).

Os três pedófilos vulnerável foram encaminhados para a unidade prisional de Vila Rica, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário.

As diligências continuam visando a continuidade da apuração dos fatos e conclusão do inquérito policial instaurado.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Alunos do projeto Judô e Vida recebem novos materiais para a prática do esporte em Pontes e Lacerda
Propaganda

CIDADES

Prefeitura de Tangará da Serra (MT) decreta situação de emergência devido à falta de água

Prefeito disse que Tangará está passando por severa seca em todo o seu território, registrada, segundo ele, “como a maior dos últimos anos, caracterizando estado de escassez hídrica”.

Publicados

em

A Prefeitura de Tangará da Serra, a 241 km de Cuiabá, decretou situação de emergência devido à falta de água no município. A publicação foi feita na terça-feira (24) e tem duração de 60 dias.

O prefeito Fábio Junqueira declarou no decreto que o município é “afetado por desastre codificado como seca – Cobrade” e explica que Tangará está passando por severa seca em todo o seu território, registrada, segundo ele, “como a maior dos últimos anos, caracterizando estado de escassez hídrica”.

Com o decreto, fica autorizado o emprego e destinação dos recursos humanos (servidores), financeiros e materiais, veículos e equipamentos do município para auxiliar nas operações de abastecimento humano e dessedentação de animais.

O decreto coloca ainda a Secretaria de Meio Ambiente para atuar em parceria com o Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) e a Vigilância Sanitária na priorização de análises de outorgas de direitos de uso de recursos hídricos e autorizações ambientais destinadas ao abastecimento público.

Em agosto deste ano, o prefeito Fábio Junqueira assinou um decreto obrigando a população a economizar água pelo período de 120 dias.

No período de estiagem, segundo a prefeitura, a cidade tem um desabastecimento considerável dos reservatórios e, consequentemente, devido à seca, a população aumenta o consumo.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Homem é preso pela Policia Militar após furtar uma caixa de som em Pontes e Lacerda
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA