PONTES E LACERDA

Duas novas viaturas reforçam a atuação da Polícia Civil na região de fronteira

Os veículos Renault Duster serão destinados às Delegacias de Pontes e Lacerda e Vila Bela da Santíssima Trindade

Publicados

em

A Polícia Civil de Mato Grosso recebeu na manhã desta terça-feira (27.10) duas viaturas da Renault, modelo Duster, locadas pelo Governo do Estado por intermédio do deputado estadual Valmir Moretto, visando fortalecer a atuação da segurança pública na região de fronteira.

Os dois veículos zero-quilômetro e caracterizados com a padronização visual da instituição, serão destinados para reforçar os trabalhos investigativos na área oeste do estado. Um carro será entregue para a Polícia Civil de Vila Bela da Santíssima Trindade, e outro para a Polícia Civil de Pontes e Lacerda.

Os veículos são provenientes de recurso oriundo da administração pública estadual por meio de contrato de locação, contando com o apoio do deputado estadual Valmir Moretto para destinação à Polícia Civil para uso nas ações policiais.

Durante o ato de entrega realizada na Diretoria Geral da Polícia Civil, o parlamentar agradeceu os diretores por atender as necessidades e demandas de estruturação das unidades dos municípios de Pontes e Lacerda, Vila Bela da Santíssima Trindade e adjacências.


Ainda na ocasião Valmir Moretto destacou que a entrega é reconhecimento do trabalho realizado pela atual gestão da Polícia Civil, e pelo governador Mauro Mendes, “que tem organizado Mato Grosso, promovendo condições e respaldo aos nossos servidores de prestar um relevante serviço a sociedade”, completou o deputado.
“Por coincidência homenageamos com Moção de Aplausos os policiais civis de Vila Bela da Santíssima Trindade, que coordenados pelo delegado Maurício Pereira Maciel estão realizando brilhante trabalho , mesmo com apenas uma viatura”, disse o deputado.

O delegado-geral Mário Dermeval Aravechia de Resende ressaltou a região de Pontes e Lacerda como local estratégico para o estado, e que com a vinda das viaturas será suprida a necessidade das delegacias, permitindo uma investigação de maior qualidade.

Conforme o diretor do Interior, Walfrido Franklim do Nacimento, a restruturação de veículos da regional de Pontes e Lacerda com duas novas viaturas, no ponto de vista operacional, é uma comemoração. “Nos próximos dias também teremos a reestruturação de material humano com o acréscimo dos novos delegados que logo atuarão na região”, destacou.

Fonte: Assessoria/Polícia Civil-MT

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Suspeito por estupro de adolescente é preso pela Polícia Civil em Pontes e Lacerda
Propaganda

CIDADES

Prefeitura de Tangará da Serra (MT) decreta situação de emergência devido à falta de água

Prefeito disse que Tangará está passando por severa seca em todo o seu território, registrada, segundo ele, “como a maior dos últimos anos, caracterizando estado de escassez hídrica”.

Publicados

em

A Prefeitura de Tangará da Serra, a 241 km de Cuiabá, decretou situação de emergência devido à falta de água no município. A publicação foi feita na terça-feira (24) e tem duração de 60 dias.

O prefeito Fábio Junqueira declarou no decreto que o município é “afetado por desastre codificado como seca – Cobrade” e explica que Tangará está passando por severa seca em todo o seu território, registrada, segundo ele, “como a maior dos últimos anos, caracterizando estado de escassez hídrica”.

Com o decreto, fica autorizado o emprego e destinação dos recursos humanos (servidores), financeiros e materiais, veículos e equipamentos do município para auxiliar nas operações de abastecimento humano e dessedentação de animais.

O decreto coloca ainda a Secretaria de Meio Ambiente para atuar em parceria com o Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) e a Vigilância Sanitária na priorização de análises de outorgas de direitos de uso de recursos hídricos e autorizações ambientais destinadas ao abastecimento público.

Em agosto deste ano, o prefeito Fábio Junqueira assinou um decreto obrigando a população a economizar água pelo período de 120 dias.

No período de estiagem, segundo a prefeitura, a cidade tem um desabastecimento considerável dos reservatórios e, consequentemente, devido à seca, a população aumenta o consumo.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Operação conjunta em terra indígena prende 33 suspeitos de garimpagem ilegal em Pontes e Lacerda MT.
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA