CIDADES

6 candidatos de Pontes e Lacerda com patrimônio de mais de R$ 300 mil receberam auxílio emergencial

De acordo com lista do TCU, 11 cidades da região de Cáceres tiveram candidatos que teriam recebido o auxílio.

Publicados

em

65 candidatos da Região Oeste que disputam as eleições municipais deste ano, e que segundo dados do Tribunal de Contas da União (TCU) declararam patrimônio superior a R$
300 mil, receberam auxílio emergencial. A lista foi divulgada ontem (06.11). 

“Os resultados são apenas indícios de renda incompatível com o auxílio; há risco de erro de preenchimento pelo candidato; há risco de fraudes estruturadas com dados de terceiros; só o Ministério da Cidadania pode confirmar se o pagamento é indevido; só o TSE pode confirmar eventuais crimes eleitorais; o papel do TCU é garantir o bom uso do dinheiro público; os dados dos candidatos são públicos e estão disponíveis no site do TSE; e os dados dos beneficiários do auxílio são públicos e estão no Portal da Transparência”, disse o TCU em nota.

De acordo com lista do TCU, 11 cidades da região de Cáceres tiveram candidatos que teriam recebido o auxílio. A lista completa está no final da matéria.

Em Cáceres teve 10 candidatos à vereador que declararam patrimônio superior a R$ 300 mil e também receberam auxílio emergencial. Além disso, Comodoro (11 candidatos), Nova Lacerda (9 candidatos), Araputanga (08 candidatos), Pontes e Lacerda(6 candidatos), Jauru  (5 candidatos),  Curvelândia (4 candidatos) , Mirassol D’Oeste e São José dos Quatro Marcos (3 candidatos cada cidade) e  Vale de São Domingos e Rondolândia com 1 candidato que declarou patrimônio superior a R$ 300 mil e também recebeu auxílio emergencial.

Na região, os candidatos à prefeito Breno Cesar Temponi Santos (PT) e José Guedes de Souza (MDB), ambos de Rondolândia também constam na lista do TCU. O candidato à vice-prefeito de Mirassol D’Oeste, Nilo da Silva (PT) e João Batista de Oliveira (PL) que concorre ao cargo de vice-prefeito na cidade de Jauru declarou patrimônio de R$ 545.000 tendo recebido R$ 1.200 de auxílio emergencial. A também candidata à vice-prefeita pelo PSC, Marinalva Ferreira da Costa Carmo de Rondolândia declarou bens de R$ 761.000,00 tendo recebido R$ 600,00 de auxílio.

Além destes, a lista traz 61 candidatos à vereadores e segundo levantamento da nossa redação, no qual os três primeiros da região que se destacam são Maria Cleia (PSB) de Nova Lacerda que declarou fortuna de R$ 36.058.500,00 milhões.  Klevison Barbosa Simão de Comodoro declarou patrimônio de R$ 2.225.500 e teria recebido R$ 600 reais. Já em Pontes e Lacerda, Paulo Roberto de Moraes declarou patrimônio de R$ 2.400,00 e teria recebido R$ 2.400 reais.

Para ver no site do TCU, clique aqui

Confira a lista de vereadores abaixo.

CÁCERES

VANDIONOR DA SILVA BATISTA (PSDB)
FABIANA KARLA TORQUATO (PV)
JOANICE DE SIQUEIRA SANT ANA DE LIMA (PSDB)
DAGOBERTO GOMES DA SILVA (REPUBLICANOS)
ADENILSON GARCIA DUARTE (PSDB)
EMERSON MARCOS RIBEIRO RODRIGUES (REPUBLICANOS)
ALESSANDRA VIEIRA SUZUKI (DEM)
ODENIR NERY (DEM)
GEVOALDO OLIVEIRA DELUQUI (PSB)
VALDEIR DOS SANTOS (PRTB)

PONTES E LACERDA

PAULO ROBERTO DE MORAES (DEM)
REGIANE EMILIANA DOS SANTOS (DEM)
LUZIENE DA COSTA RODRIGUES (PSB)
OSVANDIR AUGUSTO DE PAIVA (PSC)
ANTONIO LAURISTON DE QUEIROZ (PSB)
EDNILSON FERREIRA PESCADA (REPUBLICANOS)

ARAPUTANGA

RONALDO DE JESUS SANTOS (Republicanos)
LUIZ CARLOS RODRIGUES DA SILVA (Solidariedade)
OSVALDO SOUZA DOS SANTOS (DEM)
DANIEL TEODORO DE SOUZA (Solidariedade)
VALDEMIR CORREIA DE MELO (DEM)
MARLENE MARTINS CORREIA DE OLIVEIRA (PSC)
NILTON SEZAR ALVES (Solidariedade)
ELIO MARCOS FERNANDES (DEM)

COMODORO

KLEVISON BARBOSA SIMÃO (Podemos)
ZILDA PEREIRA ALMEIDA (PSD)
JOÃO GONÇALVES DE LIMA (PDT)
ALVERINO RUFINO BENTO (PSB)
ADÃO MENDES DA SILVA (Podemos)
APARECIDO DIONÍSIO DOS SANTOS (Podemos)
ODONILDO TOMAZ ALVES (PROS)
MALENA CRISTINA LEMOS NOGUEIRA (PSL)
ANTONIO MARCOS ALVES (PDT) 
ROBERTO SAMARI ROCHA (PSL)
JOSÉ PEREIRA DA SILVA (PDT)

CURVELÂNDIA

MARIA DE FATIMA MEDIS (PSC)
CASSEANO GERMANO DOS SANTOS (Republicanos)
MARIA LUCIA FERNANDES DEVETAK (Podemos)
JORCI BASILIO DA COSTA (Podemos)

JAURU

SILVANE FREITAS DA COSTA (PL)
JADIR MAXIMINO VIEIRA (PL)
ALMIRO DA SILVA MEIRA (PSDB)
NEUZA GONÇALVES BARROSO DE OLIVEIRA (PL)
MARCOS MENDES DA SILVA (PSDB)

MIRASSOL D’OESTE

VALDINEIA DE SOUZA NASCIMENTO BENITEZ (PSC)
ADRIANO JOSÉ DOS SANTOS (PSC)
JOSE NILDO MENDES DA ROCHA (PTB)

NOVA LACERDA

SEBASTIAO MONTEIRO (Progressistas)
MARIA CLEIA SILVA COSTA (PSB)
AMILTON RODRIGUES DE FREITAS (DEM)
LUZIA MARIANO (PSC)
ANOTAIR JOSE MARIA (Progressistas)
MARIA RODRIGUES SOTERO (Progressistas)
LILIANE BATISTA DOS SANTOS (Progressistas )
WILSON GOMES SOARES (DEM)
LEILA CRISTINA DE OLIVEIRA (Republicanos)

RONDOLÂNDIA
CLEIDIVAN RIBEIRO ALVES (MDB)

VALE DE SÃO DOMINGOS

ANTONIO FIRMINO DE OLIVEIRA (Solidariedade)

SÃO JOSÉ DOS QUATRO MARCOS

ADELSO DOMINGOS (PSL)
MANOEL VENTURA DA SILVA (Republicanos)
WAGNER PARO (PV)

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Alunos do projeto Judô e Vida recebem novos materiais para a prática do esporte em Pontes e Lacerda
Propaganda

CIDADES

Prefeitura de Tangará da Serra (MT) decreta situação de emergência devido à falta de água

Prefeito disse que Tangará está passando por severa seca em todo o seu território, registrada, segundo ele, “como a maior dos últimos anos, caracterizando estado de escassez hídrica”.

Publicados

em

A Prefeitura de Tangará da Serra, a 241 km de Cuiabá, decretou situação de emergência devido à falta de água no município. A publicação foi feita na terça-feira (24) e tem duração de 60 dias.

O prefeito Fábio Junqueira declarou no decreto que o município é “afetado por desastre codificado como seca – Cobrade” e explica que Tangará está passando por severa seca em todo o seu território, registrada, segundo ele, “como a maior dos últimos anos, caracterizando estado de escassez hídrica”.

Com o decreto, fica autorizado o emprego e destinação dos recursos humanos (servidores), financeiros e materiais, veículos e equipamentos do município para auxiliar nas operações de abastecimento humano e dessedentação de animais.

O decreto coloca ainda a Secretaria de Meio Ambiente para atuar em parceria com o Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) e a Vigilância Sanitária na priorização de análises de outorgas de direitos de uso de recursos hídricos e autorizações ambientais destinadas ao abastecimento público.

Em agosto deste ano, o prefeito Fábio Junqueira assinou um decreto obrigando a população a economizar água pelo período de 120 dias.

No período de estiagem, segundo a prefeitura, a cidade tem um desabastecimento considerável dos reservatórios e, consequentemente, devido à seca, a população aumenta o consumo.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Prefeitura de Tangará da Serra (MT) decreta situação de emergência devido à falta de água
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA