GREVE?

Caminhoneiros anunciam greve geral da categoria em fevereiro no País caso Governo não abra canal de negociação para reivindicações

Publicados

em

O presidente da Associação Nacional do Transporte Autônomos do Brasil (ANTB), José Roberto Stringasci, afirmou que a greve dos caminhoneiros prevista para o dia 1º de fevereiro vem crescendo em adesões e poderá ser maior do que a realizada em 2018.

Entre os motivos, segundo ele, estão a crescente de insatisfação da categoria em relação ao preço do diesel e às promessas não cumpridas após a paralisação durante o governo de Michel Temer.

Integrante do Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas (CNTRC), que na semana passada já alertou para a possibilidade de uma paralisação nacional, a ANTB representa cerca de 4,5 mil caminhoneiros e não vê problema de realizar uma greve em plena pandemia.

“A pandemia nunca foi problema. A categoria trabalhou para cima e para baixo durante a pandemia. Muitos caminhoneiros ficaram com fome na estrada com os restaurantes fechados, mas nunca parou”, afirma Stringasci.

A categoria tem uma lista com dez reivindicações para apresentar ao governo. “Esse (diesel) é o principal ponto, porque o sócio majoritário do transporte nacional rodoviário é o combustível (50% a 60% do valor da viagem). Queremos uma mudança na política de preço dos combustíveis, com reajuste a cada seis meses ou um ano, diz.

Outras reivindicações são o preço mínimo de frete, parado no Supremo Tribunal Federal (STF), após um recurso do agronegócio, e a implantação do Código Identificador de Operação de Transporte (Ciot), duas conquistas de 2018.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  No 1º mês de mandato, vereadora de Cuiabá tira férias e curte praia no Nordeste
Propaganda

CARROS E MOTOS

REVISÃO PROGRAMADA: ENTENDA O QUE É E SUA IMPORTÂNCIA PARA A MOTO

Publicados

em

Estar com sua moto é um sonho realizado! Agora que você tem o meio de locomoção que tanto queria, é só usar sem se preocupar mais, certo? Nem tanto! É preciso cuidar da sua motocicleta para que ela tenha uma vida útil longa e você possa usar a garantia sem dor de cabeça. Para isso, a revisão programada, ou revisão periódica como também é conhecida, é essencial!

Todo veículo novo precisa de verificação, isso é fato. Ela é fundamental para garantir que as promessas feitas pela concessionária no momento da compra estão sendo cumpridas e que você está em segurança andando pelas ruas e estradas.

Neste artigo, mostraremos um panorama completo sobre a revisão programada e indicaremos os detalhes que garantem que ela está sendo feita corretamente. Vamos nessa?

REVISÃO PROGRAMADA: ENTENDA MELHOR

A ideia da revisão é que você, proprietário da moto, esteja com um bem 100% dentro do controle de qualidade. Isso considerando o veículo desde que saiu de fábrica, se mantendo conservado, para exitar, assim, surpresas desagradáveis.

Uma boa prática das concessionárias é ter o controle das motos desde que ela chega da fábrica. Por meio de sistemas de CRM, sigla para Customer Relationship Management — ou seja, um gerenciamento de relacionamento com o cliente, é possível que, logo na primeira passagem da motocicleta pela concessionária, seja aberta uma ordem de serviço e feito um cálculo de quanto essa moto roda em um determinado período de tempo.

Com isso, o sistema pode agendar automaticamente as revisões programadas. Caso o cliente não apareça, os colaboradores da concessionária ligam avisando sobre o agendamento.

SE NÃO FIZER A REVISÃO, ADEUS GARANTIA?

Isso pode acontecer. Em relação às revisões de motos Honda, as duas primeiras revisões periódicas são gratuitas. Se você deixa de fazer qualquer uma das revisões, tanto as gratuitas quanto as demais que vêm na sequência, você pode perder a garantia.

Lembrando que a garantia se refere aos defeitos de fábrica e não cobre o desgaste natural que as peças sofrem de acordo com o uso. Ou seja, mais um motivo essencial para não perder essas datas!

PERIODICIDADE DA REVISÃO: COMO SABER SE ESTÁ NA HORA

Isso pode ser determinado tanto pela quilometragem rodada quanto pelo tempo, além de estar de acordo com o manual do proprietário. O aconselhável é fazer a revisão a cada seis meses ou a cada mil quilômetros rodados.

A segunda revisão é que pode variar, dependendo do modelo da motocicleta. Quando falamos da Honda especificamente, o modelo Fan 125i pede a segunda checagem com 12 meses ou quando ela completar quatro mil quilômetros rodados. As demais são todas com seis mil quilômetros.

HORA DA REVISÃO: O QUE VAI SER CHECADO EM SUA MOTO

Uma boa revisão é aquela que é feita de acordo conforme a tabela de manutenção da motocicleta, ou seja, tudo aquilo que o fabricante pede para ser visto em determinado período. Mas não para por aí…

Também é importante checar as peças de desgaste natural para não se surpreender durante o uso. Assim, é importante que seja verificado:

  • o óleo no motor;
  • a coroa, a corrente e o pinhão;
  • o sistema de freios;
  • o estado dos pneus e o balanceamento da moto;
  • o funcionamento dos dispositivos elétricos.

BENEFÍCIOS DA REVISÃO PROGRAMADA: CONHEÇA QUAIS SÃO

O fato de não perder a garantia já é um deles, como você acabou de ver. Mas tem alguns outros que são importantíssimos e farão com que você atente mais a isso. Confira a seguir!

MAIS TRANQUILIDADE NO DIA DIA

Imagine só você saindo para viajar de moto e ter que enfrentar algum problema na estrada? Ou ainda estar saindo para trabalhar e ficar na mão por conta de algum problema da moto? É bem complicado ficar na mão.

Por isso, se você está em dia com as revisões, tem mais garantias em relação às surpresas de última hora. Assim, é pouco provável que você perca um dia de trabalho ou uma viagem pelo fato de ter pulado a revisão periódica achando que estava tudo tranquilo.

SUA MOTOCICLETA GANHA EM VALOR

Pra quem está com a moto nova, isso talvez não seja uma consideração no momento, mas, a longo prazo, deve ser! Coloque-se, por exemplo, no lugar de uma pessoa que está comprando uma moto usada: você daria preferência a um modelo todo em dia com as revisões ou um que, há muito tempo, não faz uma?

Qualquer um optaria pelo primeiro cenário — até porque dá um sossego bem maior ao saber que a motocicleta não apresenta problemas. Dessa forma, apresentar o manual da sua moto todo carimbado pelas revisões feitas em uma concessionária autorizada valoriza demais o seu bem!

MENOS GASTOS DE ÚLTIMA HORA

Supondo que você não se importou com os benefícios anteriores e não liga para a perda de garantia. Em um dia desses, ao sair de casa, você sente que algo está errado com a moto e resolve agendar a revisão.

O problema é que a falta de manutenção pode custar caro! Peças desgastadas e possíveis outros problemas deverão ser resolvidos de uma vez só. O que isso significa? Que seu bolso vai sentir — e muito! Se você faz as revisões no tempo certo, não vai ter nenhuma surpresa nesse sentido. Caso seja preciso trocar peças de desgaste natural, isso não acontece de uma vez. Bem melhor, concorda?

REVISÃO NA CONCESSIONÁRIA: AS VANTAGENS SÃO INTERESSANTES

Quando acabam as revisões gratuitas, é interessante manter-se na concessionária porque você conta com técnicos treinados pela própria fábrica, o que dá uma garantia maior. Além disso, é certo que somente peças originais serão usadas, quando for preciso. Sem contar os carimbos autênticos, que, como falamos, valorizam o bem.

REVISÃO PROGRAMADA NO GRUPO COMETA MOTOCENTER: POR QUE É MELHOR

É muito chato ficar esperando sua moto horas e horas e perder compromissos e até trabalho. Por isso, o Grupo Cometa trabalha com agendamentos que ajudam tanto a lembrar o cliente quanto a não fazê-lo perder tempo durante a revisão em si. Conheça melhor os benefícios!

  • os horários são marcados e respeitados, assim, não há surpresas. Se a revisão programada está marcada para 8h, então, às 10h, você pode ter certeza de que vai embora com a moto revisada;
  • há dois técnicos por box. Isso ajuda a diminuir o tempo da inspeção pela metade. Se a Honda avisa que a revisão deve demorar duas horas e meia, ao trabalhar com dois técnicos, o tempo cai para uma hora e quinze minutos;
  • você pode acompanhar a revisão ou esperar na sala de espera, que é climatizada, possui café, água e wifi;
  • os técnicos do Grupo Cometa Motocenter fazem reciclagens constantes para proporcionar qualidade no serviço.
  • os equipamentos e as ferramentas são verificados sempre e, quando necessário, são substituídos por novos.

A revisão programada é uma garantia ótima para você ter certeza de que sua moto está funcionando como deveria, o que evita muita dor de cabeça de última hora. Valorizar o bem é mais uma vantagem que, a longo prazo, acaba sendo muito interessante. Ou seja, nada de deixar de fazer a revisão.

O Grupo Cometa Motocenter conta com técnicos treinados e é especialista no assunto, sem contar que não faz você perder tempo! Assim, que tal entrar em contato agora mesmo?

FONTE: Blog Cometa e Rock Content

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Gabigol minimiza pressão no Flamengo, mas admite incômodo na reserva: "Não quero estar no banco"
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA