FALTA DE ATENÇÃO

Motorista que atropelou 6 pessoas em Cuiabá usava o celular no momento do acidente

O motorista tem 21 anos e responderá pelos crimes de lesão corporal culposa na direção de veículos.

Publicados

em

O motorista que atropelou três pessoas que estavam em um ponto de ônibus, no bairro Ribeirão do Lipa, em Cuiabá, estava usando o celular enquanto dirigia. Ele tem 21 anos, possui habilitação e não estava bêbado.

De acordo com a Polícia Civil, o motorista, que não teve a identidade revelada, deverá ser ouvido no inquérito nos próximos dias pela Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito. Após o acidente, ele permaneceu no local o tempo todo e foi liberado.

O delegado Christan Cabral afirmou que o jovem responderá pelos crimes de lesão corporal culposa na direção de veículos.

O caso

Um veículo atropelou seis pessoas num ponto de ônibus, que fica em frente ao Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), no bairro Ribeirão do Lipa, no fim da tarde de terça-feira.

Testemunhas afirmaram que vários passageiros aguardavam o ônibus, quando foram surpreendidos pelo veículo.

Três dos seis feridos foram socorridos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhados para o HMC, onde receberam atendimento médico.

FONTE: reportmt.com.br

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Sexta-feira (15): Mato Grosso registra 197.394 casos e 4.761 óbitos por Covid-19
Propaganda

ACIDENTES

Homem tem 65% do corpo queimado após acidente com álcool e fogareiro

João Venceslau da Silva foi encaminhado ao Hospital Regional de Rondonópolis com cerca de 65% do corpo queimado.

Publicados

em

João Venceslau da Silva, 54 anos, sofreu graves queimaduras pelo corpo, de 1º e 2º graus, no início da tarde de domingo (17), quando incendiou, por acidente, um fogareiro que usava para fazer sua comida em casa, na Rua Rosa Bororo, no Centro de Rondonópolis (212 km da Capital).

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) prestou atendimento de primeiros socorros à vítima e a encaminhou ao Hospital Regional, onde deu entrada com cerca de 65% do corpo queimado, além de ter inalado grande quantidade de fumaça tóxica de um colchão queimado na casa durante o acidente.

Não há informações sobre o atual estado de saúde do paciente.

De acordo com o relato da vítima, ele teria colocado fogo no fogareiro e em seguida pegado um garrafão de álcool para ‘alimentar’ as chamas. Momento em que o recipiente explodiu na mão dele e a vítima pegou fogo.

O Corpo de Bombeiros foi acionado para atender um princípio de incêndio no endereço, porém, durante o deslocamento os militares receberam informação de que havia uma vítima grave na ocorrência, então, os bombeiros acionaram o Samu.

Ao chegar no local, os bombeiros controlaram as chamas, que atingiram algumas roupas, parede e teto da residência, além da cama de João. Moradores e vizinhos tentavam apagar o fogo até a chagada da guarnição. Em seguida, os militares fizeram o rescaldo para impedir que o incêndio recomeçasse.

FONTE: reportermt.com.br

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Testemunha chave para elucidar crime está em estado de choque
Continue lendo

CIDADES

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA